Notícias: Bronquiolite


A bronquiolite pode ser facilmente confundida com um simples resfriado, porém pode evoluir rapidamente em alguns casos e levar a problemas respiratórios graves. 

Ela acomete, em sua grande maioria, crianças de até dois anos de idade e é decorrente de uma inflamação nos bronquíolos - pequenas vias aéreas dos pulmões - causada pelo vírus sincicial respiratório (VSR), o mesmo responsável por outras doenças como infecção de ouvido, laringite e pneumonia. 

Esta inflamação dificulta a passagem de ar, causando sintomas semelhantes aos da asma (clique aqui para saber mais sobre a Asma Infantil). 

Principais sintomas 

Geralmente, as crianças que apresentam os sintomas de bronquiolite como tosse, adoecem por pouco tempo, no máximo 10 dias, não exigindo um tratamento médico mais complexo. No entanto, para outras, os desconfortos tendem a perdurar e podem acabar se agravando com o passar dos dias. Os principais deles são:

  • Narinas mais abertas e grande expansão da caixa torácica a cada respirada;
  • Pele repuxada ou esticada demais entre as costelas, acima da clavícula ou abaixo da caixa torácica;
  • Contração dos músculos abdominais ao respirar (este e os dois sintomas anteriores configuram o chamado desconforto respiratório. A criança precisa usar demais a musculatura para conseguir respirar);
  • Chiado semelhante ao som de um apito ao respirar;
  • Tosse;

Tratamento

Quando os sintomas são mais leves, ou seja, quando não há desconforto respiratório, é possível para cuidar da criança em casa, apenas controlando a febre e mantendo-a hidratada. 

A procura por um médico só é necessária quando o pequeno paciente precisa de cuidados mais precisos, como hidratação - soro por via venosa, oxigenoterapia - aplicação médica de oxigênio, que pode ocorrer por inalação - e fisioterapia respiratória - exercícios que auxiliam na eliminação de secreções, para aliviar o desconforto. 

Prevenção

Evite lugares aglomerados com seu filho; mantenha a carteira de vacinação sempre em dia para evitar outros tipos de doenças que se combinadas à bronquiolite podem complicar o quadro; lavar bem as mãos (tanto as dele, quanto as suas); e também é importante evitar compartilhar copos ou talheres com seu filho ou até mesmo entre as crianças da família. 






Compartilhe





Coloque seu e-mail para receber nossa newsletter

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS